sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Meu mundo em degradé

Por Vaidade

Lembro quando meu mundo era mais cor de rosa. Quando eu ainda não tinha responsabilidades, quando ainda nunca tinha sido humilhado ou quando do amor eu só tinha expectativas e nenhuma experiência.
Chega um momento em que as coisas começam a acontecer. Você percebe que quase nada é mesmo para sempre. E isso machuca tanto. Percebe que as pessoas podem ser ainda mais cruéis e que família, nem sempre quer dizer suporte. Acho que foi por essa época que meu mundo entrou na covardia azul. Passei por todos os tons dele. Sempre tão bonito. O azul é sempre tão aconchegante, preenchedor. Mas o azul é depressivo, e isso eu só vim descobrir depois. Talvez por isso quase todo mundo tem um momento muito azul. Ele representou uma fase introspectiva na minha vida, de crescimento. Uma fase de auto-análise importante.
Hoje é tudo amarelo. Forte, expressivo, determinado, exagerado. Parece tão simples, mas poucos tem mesmo coragem de se expor ao amarelo.
__ Você é abusado, garoto! - Me disseram um dia.
__ Porque?
__ Você usa amarelo. - Me responderam.
Estar amarelo incomoda, irrita os outros. Amarelo é outing demais, é descontraído, pretensioso. As pessoas sabem que o amarelo é seguro demais pra voltar a ser azul. Atrai um mau olhado da porra.
O que será que vem depois? Vermelho, com seu poder intimidante? Branco, com sua intenção de descanso?
Só espero ainda viver muita coisa antes de chegar no preto.

6 comentários:

Gigi Andrade disse...

Será que é a vida tentando me tirar do rosa e eu relutando?

Rafael Lopes disse...

Muito interessante este post. As cores retratando momentos da vida.

Te seguindo aqui

abraço
bom fds

uma mandriona disse...

Fiquei meia assim, sem palavras!
Quero voltar a publicar minhas introspecções, como vc e a Gigi fazem, mas não tenho tido tempo pra processar as idéias!

Vou tentar ...

=)

PedroPeter disse...

eu fiquei cheio de palavras e fiz uma defesa ao azul: http://bit.ly/1uAFCl

PedroPeter disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cleyton Cabral disse...

Já sou fã, já sou fã.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...